"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


sábado, 27 de novembro de 2010

Uma senhora,passava pela rua quando avistou,uma mocinha que chorava muito.Então,a senhora parou,foi ajudá-la e perguntou:- O que foi criança,está com dor?Alguém te feriu?
A menina,aos prantos respondeu:-Sim.Está doendo muito!
A senhora: - E o que dói?
A menina: -Meu coração!!
A senhora,assustada,disse: - Ai,meu Deus!!Aguente firme,vou chamar ajuda!
A menina: -Não,senhora.É dor de amor,dói muito.Eu quero morrer!
A senhora :- Não diga,esta besteira criança.Essa dor,um dia passa.Toda gente ama,toda gente chora,essa dor que um dia vai embora,quando chegar outro amor.
A menina,triste e chorosa,disse:-Mas eu não quero outro amor.Quero esse!
A senhora: - Doce criança,por mais que haja amor entre duas pessoas,elas só ficarão juntas,se assim a vida permitir.Não estou dizendo,pra você o esquecer,nem deixar de amá-lo,mas sim pra viver,tentar ser feliz.
A menina: - Não consigo.
A senhora: - Eu sei criança.Também nunca consegui.Acho que ninguém,consegue esquecer um grande amor.Você apenas,passa a conviver melhor com a falta dele,com as lembranças...passa a não chorar toda vez ao se lembrar,mas a sorrir.Um amor puro,jamais acaba,ele se transforma e você,tem que estar preparada pra poder enxergar,quando isto acontecer.Vem criança,vou lhe ajudar a chegar em casa.
A senhora,então,conseguiu acalmar a menina,com sua experiência e palavras doces e sábias.Engraçado,como os mais velhos,sempre sabem o que dizer,parece que já passaram por tudo,o que iremos passar pela vida.Isso me faz pensar,que as coisas estão sempre re-acontecendo,é como se a vida,fosse uma fita e ela rebobinasse.Ou talvez,seja como um jogo,ao qual escolheram você pra jogar.Como se fosse,um filme daqueles que regravam centenas de vezes,e cada vez,escolhem novas protagonistas. 
                                                               Claire Mabelle.
                                                                

7 comentários:

  1. Oi Claire,
    Fico muito feliz
    que gostou do
    selinho!

    Obrigada pelo
    carinho!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  2. Olá Claire,
    Escreveste um texto cheio de emoções!
    Muito lindo
    "Um amor puro,jamais acaba."

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi.. muito meigo teu blog.
    Gostei muito, parabens! Seguindo já. beijos

    ResponderExcluir
  4. Sábia essa senhora, o amor de verdade nunca acaba, sempre se transforma...espero que o vento te trga pra mim denovo, meu único amor verdadeiro.
    te amo prin..

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.