"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

E se eu quiser sorrir,me deixa.Se eu quiser dar a louca,me solte.Se eu quiser dançar no meio da rua,não se importe.
Me deixe cantar,até minha voz acabar.Me deixa chorar,até botar pra fora o que já não cabe mas dentro de mim.
Me deixa seguir com a minha vida,do jeito que eu achar melhor,porque eu sei o que é melhor pra mim eu se eu não souber,vou aprender.Por que a vida é isso!Me deixa errar,que um dia eu acerto.
Me deixa falar,na cara de quem não presta.Me deixa ser eu,porque já cansei de fingir ser outra.
Hoje,acordei cantando.Acordei sorrindo,apesar do dia,estar chorando.Hoje,eu acordei,com preguiça de sair da cama,mas acordei,solta.Leve.Acordei!
A vida começa,todo dia no despertar da manhã.E não é o tempo,que vai fazer o dia ser bom.É você!

 |Claire|


sábado, 5 de janeiro de 2013

Solidão é um estado de espirito.A pessoa só é solitaria,se a alma for vazia.

                                                                                                                Claire Mabelle
Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.
Clarice Lispector


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O amor é insano.

Ultimamente,tenho me embriagado de muito sarcasmo,ironias e mentiras. Tomei isso pra mim,como um remédio.Uma formulazinha,pra alguém que já está cansado de tanto se enganar com as pessoas e sofrer por falsos amores. Chega.Eu disse pra mim mesma!Chega de se dar tanto,a quem não te dá nem um olhar de gratidão.Chega de bancar a burra de coração bobo. Você é forte.Falei.Lembra que eu disse,que estava me embriagando de mentiras?Então.Eu estou tentando enganar a mim mesma.Eu sei,eu sei,que assim é pior,mas por favor entenda, que essa foi a única maneira de eu me sentir capaz de não amar alguém. Parece até que eu não sei fazer outra coisa a não ser me apaixonar.Nasci pra amar.Sinto todo os tipos de amores existentes, nessa vida.Amo bicho,a vida,a natureza,o barulho do vento,a família,os amigos e aquele cara que não sabe amar.É isso!Esse cara é o meu problema.Como alguém,pode não saber amar?!Ele tem defeitos e mesmo assim,ainda o amo.Talvez,eu seja a defeituosa. Tenho pra mim,que amor deveria ser uma daquelas vacinas,que a gente toma quando é criança,pra prevenir certas doenças.Sim.Eu chamei o amor de doença.E se ele não for a doença,é um sintoma.Forte. Quando sinto que vou me apaixonar por alguém,fico gelada.Não sei mas o que fazer.Fico no "me afasto" "me entrego".É uma confusão,uma bagunça.Fico louca.O amor é insano. O irônico,é que no inicio desse amor,tudo é lindo.Depois,você se ferra toda,mas lá...no comecinho,uma vozinha dentro de você dizia " cuidado menina,você sabe como termina."E mesmo assim,foi.Agora eu pergunto:Por quê?! Por que a gente investe,nesse sentimento,mergulha de alma e peito aberto,se no fim,acabamos sozinhas,em meio as cobertas e olhos inchados de chorar o dia inteiro? Creio,que seja porque no caminho,há flores,conversas carinhosas,caricias,e medo da solidão! Eu sei,que o amor é lindo.Eu também penso assim,mas resolvi fazer de conta que não sou uma menina romântica,boba e que apesar de não acreditar em contos de fadas,ainda espero meu Pricipe.Mesmo que ele venha em forma de ogro.Mas que me ame.Me encante,me surpreenda e compreenda meus destemperos cotidianos. Amor,é mais do que ficar junto e trocar palavras melosas.Amor vem da alma.Do olhar ,que você procura e sabe que vai encontrar.Daquele abraço,onde você sente,que está segura e nada pode te machucar,n esse amor,porque nesse momento,você está protegida,apesar de entregue. Por enquanto,eu vou me resguardando.Melhor,protegendo meu coração que já está tão cansado que bate fraco,de quem não o merece. Vou ficar assim,quieta.Fechada!Até eu encontrar,quem realmente mereça.Meu coração agradece!Minha alma,fica em paz. Claire.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Alguém ainda me escuta?

Não sei se alguém ainda me escuta nesse mundo.Mas é que eu estava com tanta saudade de escrever aqui,que não aguentei e cá estou.
Infelizmente,estou sem pc e fica difícil visitar cada cantinho,que sempre me confortou e me acolheu com palavras doces e amigáveis.
Hoje baixei esse aplicativo,que me possibilita postar aqui.Não é muito bom,mas ao menos desabafo e faço eco no meu vazio.

Sempre que eu estiver submergindo,em meus pensamentos e sentimentos,saibam que estarei aqui.Na verdade,sempre estive.Sempre vinha olhar meu mundo e sentir aquela saudade gostosa (acreditem ou não,me emocionei ao escrever estas palavras).

Voltarei a postar,lerei comentários e visitarei seus blogs,sempre que possivel.Senti muita falta de vocês.

Quem quiser,o meu Twitter,tá lá em cima.@RMannda
Sempre conectada!
Beijo meus amores!
[Claire]

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Voltei.

Voltei de uma longa caminhada,caminhada onde,por tantas vezes me perdi.Perdi o folego,a vontade de continuar.Perdi a razão.Perdi,tudo aquilo que fazia de mim,eu.
Hoje,continuo caminhando.Caminho,pra me encontrar.Pra tentar resgatar ao máximo,aquela que eu era antes de me tornar um campo minado,fragmentos de mim mesma.Por muito tempo,fui uma batalha sem proposito ou querer.Bastou um tropeção pra tudo acontecer.Aconteceu.Na vida,tem coisas que não dependem só de nós.Há muita coisa entre o céu e a Terra,entende?Aconteceu,que lá fora nesse mundo,existem pessoas ruins,que se alegram ao ver o sofrimento alheio.
Aconteceu,que a bela adormecida acordou.Não com um beijo,mas com um soco na cara.Acordei tarde,mas acordei.Lavei o rosto,e enxerguei o que antes estava embaçado.Me reconheci no reflexo.Acordei,com vontade de me recompor.Acordei,porque quero ser o que sempre fui.Acordei pra pegar de volta,os pedaços meus,que deixei pra trás,por estupidez.Acordei,pra vida!
|Claire|




Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem.

                                       Caio Fernando Abreu.

domingo, 11 de setembro de 2011

Como um filme de Almodóvar'

Por mais que eu corra,por mais que eu tente me afastar,eu sempre acabo ali,naquele mesmo lugar.Naquele mesmo fim de tarde à beira mar.Fico ali,estática a te esperar.Sei que você não virá.Sei que o nosso tempo passou,na verdade nem sei se aconteceu.Pareço uma louca.Uma boba,porque lá no fundo bem nos fundos,depois daquele beco de nome ''Esperança'',sinto que já nos fomos.Nos perdemos entre a rua dos ''sonhos'' com a ''não era pra ser''.E apesar de tudo que enfrentei,de todos os abismos em que me joguei,de todos os congestionamentos sentimentais pelos quais passei,apesar de tudo isso,foi bom pensar que um dia,andaríamos de mãos dadas pela praia,causando inveja em outros casais.Foi bom pensar que um dia,estaríamos juntos.
O tempo passou e,nós nunca saímos do lugar e,eu vivo aqui,sentada naquele mesmo lugar em que nos conhecemos,sim,naquela mesma direção olhando o horizonte,fazendo dos grãos de areia,ampulheta,pra dominar o tempo,continuo ali parada,porque você sabe onde estarei.
Continuo,porque mesmo já tendo passado do beco da esperança,ainda me resta um fio dela.Parei naquela tarde esses anos todos,só para não nos desencontrarmos o que não adiantou.Parece que fomos feitos para nunca nos encontrarmos e se,é para ser assim,então,que seja,porque até o amor cansa.
Hoje,me levantei daquele meu lugar.Andei em direção ao mar,devolvendo à praia,todos os grãos de areia que guardei durante todo esse tempo.Deixei que as ondas me levassem,usei todas as lembranças e expectativas frustradas como ancora e aos poucos,me vi submergir junto a elas.Aos poucos fui perdendo o fôlego e vi toda a lembrança nossa,passar como um filme de Almodóvar.(Bem dramático).
Não pense,que suicidei o nosso amor,mas nossa estória,aliás,nem sei se pode matar algo,que nem existiu.A única estória que existiu,foram as das minhas lágrimas escorrendo em meu rosto e eu tendo que sentir o gosto salgado do amor,porque como dizia minha amada Amy:''O amor,é um jogo onde se perde''.Deixei-me ir,por fadiga.Insolação,talvez.
Cansei de querer viver um conto de fadas.Um romance bobo de novela mexicana,onde a mocinha só faz chorar.Cansei de fazer o papel da garota romântica,desajeitada e sem graça.Sei que sou assim.Eu sei!Mas preciso me reescrever,preciso interpretar outra personagem.Quem sabe,eu fique bem no papel daquela mulher que,só pensa em trabalho e não tem vida amorosa,nem social,assim,posso continuar sendo sem graça e desengonçada.


Bom...cheguei ao fundo,já sem fôlego algum.Agora,fecho os olhos,solto uma última bolha de ar e me despeço de nós.Me despeço,do sonho que me alimentou durante todo esse tempo.
Termino sendo,o que sou.Um corpo cheio de medo,esperas e memórias jogadas ao fundo do mar,onde todo o resto termina esquecido,à  espera da decomposição.

Ps:Haverá sempre uma última bolha de ar.
Amo-te.

|Claire|


                                       ''A lei da vida,é quem dita o fim do jogo.''
                                                                    Chorão.


Existem quatro coisas na vida que não se recuperam:

- a pedra, depois de atirada;
- a palavra depois de proferida;
- a ocasião, depois de perdida e 
- o tempo, depois de passado."
      Almodóvar.

|Obs:Desculpem a ausência.|

sábado, 20 de agosto de 2011

Pra que tanta pressa de viver?

Me sinto como um dia nublado.Uma manhã fria de tempo incerto,que só faz chover.Confusões e inseguranças.
Sei que por trás das nuvens existe,um sol.O problema,é que as nuvens me impedem de percebê-lo.

Seria engraçado,se não fosse meio triste.Sabemos que o sol,nasce todos os dias,mesmo em dias chuvosos.Sabemos que ele está lá,e ainda assim,sofremos.Só por não vê-lo.Passamos,o tempo todo dizendo,tentando nos convencer,de que amanhã é outro dia.De que tudo vai dar certo,no final.De que a vida é curta e devemos nos jogar nela de cabeça.Eu pensava assim(ou penso).Mas provavelmente,o que te entristece hoje,vai se arrastar por muitos dias e longas noites.
E se,nada der certo no final?Sei que é meio pessimista,porém,é uma verdade(não absoluta).Por que temos que esperar até o final?Quando é o final?Existe esse final?Tem pessoas que acreditam em vida após a morte,e se existe,então,não há um final.Há uma continuação.É como um jogo,assim creio.Você morre e tem a chance,de jogar novamente,porque ainda te resta vida.
Enfiam em nossas mentes,que a vida é curta e que temos que aproveitar cada segundo com se fosse o último.Não acho que seja verdade,a não ser que você,tenha uma doença terminal.A vida é longa e você ainda viverá por muitos anos.Eles colocam essas coisas em nossas,cacholas e,saímos por aí,fazendo besteiras.Sendo inconsequentes e irracionais.Como o ''ultimo romantico''.Corremos atrás de uma felicidade utópica.Vivemos como loucos o tempo todo,por medo de amanhã não vermos o sol nascer.Aí,sofremos.Sofremos as consequências de nossos atos.E os carregamos conosco,por toda a vida,ou com um pouco de sorte,metade dela.Pois,tudo pode mudar.
Se a vida é curta mesmo,então,ao invés de vivermos iguais a um trem desgovernado,por que não brecar,essa ansiedade de chegar ao final feliz?
Por que não,viver cada segundo,sentindo o hoje,querendo o agora e deixando o amanhã pra depois?!
Por que não,passar uma tarde inteira,sentindo a brisa do mar.Observar o desabrochar de uma flor?Pra que tanta pressa de viver?(Vale pra mim).Viva com calma.Deguste cada momento.A vida não é curta,ela passa depressa e o nosso erro é tentar acompanha-la.Nós temos o tempo certo.Tudo tem seu tempo certo pra acontecer.Não devemos aproveitar a vida,por ela ser curta,mas por ser rápida.
Amanhã,não é outro dia.É a continuação do hoje.

A vida,é longa e carrega consigo,uma bagagem de consequências de atos imprudentes.


Os atos de hoje,serão as consequências,de todos 'os amanhãs' de sua vida.


Pense nisso.


Claire Mabelle.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Oi.Estou te escrevendo porque,tô sentindo falta de você,das nossas conversas.De você me dizendo coisas bonitas.Sinto tanta falta.Nesses últimos dias,é como se meu peito estivesse vazio.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Aquela menina,ainda mora aqui.Ela tem medo.Está traumatizada.Um tanto insegura.
Ainda,é a mesma,só que um pouco retraída.Está sempre com a placa erguida,dizendo: - Mantenha distancia!
Ela,não é mas a mesma menina.
As pessoas mudam com o tempo,devido as circuntancias,os caminhos que percorrem.Algumas situações,nos empurram pra um quarto escuro e frio.Onde onde a nossa única companhia,é o silencio e a solidão.
Por baixo da porta,vemos um raio de luz,sinalizando o caminho de saída.Mas as vezes,o medo de sair,por não sabermos o que iremos encontrar depois da porta,é tão grande,que preferimos continuar num quarto escuro,onde ninguém pode nos ver ou ouvir.Preferimos,nos esconder.Esconder quem somos,achando que assim,estaremos bem.
Isso,não existe!

Cada um sabe,o que é.Cada um tem um jeito de ser e,se esconder por medo,de não lhe aceitarem por ser quem voce é,desculpe,mas é tolice.A vida é muito breve,pra vivermos nos escondendo.Abra a porta que lhe aprisiona e,vá.
Grite!Levante a plaquinha,dizendo:- Siga em frente!

|Claire Mabelle.|

 
''Eu sou linda do meu jeito
Pois Deus não erra
Eu estou no caminho certo, baby
Eu nasci assim

Não se esconda em arrependimento
Apenas ame-se e você estará feito
Eu estou no caminho certo, baby
Eu nasci assim''

Lady Gaga

Born This Way



domingo, 31 de julho de 2011

Ao escrever,é como se eu  estivesse me olhando no espelho.
Consigo enxergar,quem sou.O que sinto.Escrever,é algo do qual já não consigo viver sem.Me completa.Me acolhe.É mais do que eu,um papel e a caneta.Nessa hora,me sinto parte do papel,me sinto como se fosse a tinta da caneta escorrendo pela folha,deixando as marcas do que sinto,ali gravado.

 |Claire|


''Estou me transformando aos poucos num ser humano meio viciado em solidão. E que só sabe escrever. Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como “eu gosto de você”. Gosto de mim. Acho que é o destino dos escritores. E tenho pensado que, mais do que qualquer outra coisa, sou um escritor. Uma pessoa que escreve sobre a vida – como quem olha de uma janela – mas não consegue vivê-la.''
Caio Fernando Abreu.

 Ps:Me sinto assim.Não sei se é triste ou não.Mas hoje,nesse instante,é assim que me vejo.Talvez,um pouco pior.


Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.