"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


sábado, 18 de dezembro de 2010

Então,vá.Sem pressa,mas vá.'

Júlia era uma garoto sonhadora,astuta,um tanto acanhada.Não tinha o padrão de beleza que é,imposto pela sociedade.
Tom,era um garoto bonito,popular e todas as garotas,queriam namorar com ele.Tom,tinha o carro do ano e namorava a garota mais,popular do colégio, a Sarah.
Josh,era perdidamente apaixonado por Sarah,a qual nunca o deu 'bola'.Ele,era um garoto bonito,digamos que era,um nerd intrigante,mas sem muito jeito com as garotas,o que o prejudicava muito.Toda vez,ao chegar perto de Sarah,ele gaguejava e todos começavam a rir do pobrezinho,aí então Josh ia embora cabisbaixo.
Júlia,amava Tom.Estudava com ele,desde o primário,mas o garoto nem sabia de sua existência.Júlia guardava esse amor em segredo,pois se alguém desconfiasse,iriam caçoar dela.
Quantas de nós já amou alguém,em segredo?Quantas,já perdeu um amor,por medo de 'quebrar a cara'?Quantas de nós também,já dispensou um carinha,estilo Josh,pra ficar com um bonitão e lá,bem lá em um futuro próximo,percebemos que fizemos a escolha errada?
De qualquer forma,pagamos o preço,por nossa covardia ou ambição.
Covardia,por acharmos,que os outros são sempre melhores e que perante a isso,não teremos chances.E daí?Temos,que nos jogar de cabeça,arriscar e seja o que Deus quiser.Temos que ter coragem,pra fazer o que queremos e assumir os riscos.Faça valer à pena.Antes de cair,se jogue.Prefira,que te chamem de louca ao invés de coitada.Ninguém é perfeito,temos medo e o medo nos ajuda a ir em frente.Então,vá.Sem pressa,mas vá.
A ambição,é um dos males mais repugnantes,se usado em demasia.Muitas pessoas,tem uma ambição exagerada e faz de tudo pra conseguir chegar a tal lugar.Pisa em todos,esnoba,humilha.Ambição,é um veneno que aos poucos vai nos fazendo mal.Vai nos afastando das pessoas,que mais se importam conosco e um dia,paramos,olhamos ao redor e não vemos ninguém.Ambição,é isso.Nos deixa sós em um mundo perdido e que muitas vezes não tem volta.Devemos,acima de tudo,respeitar o próximo,ajudar quando preciso e não desdenhar de ninguém.Sarah,achava Josh,um nada mas com certeza,ele seria um homem melhor,do que Tom foi  pra  ela.
Claire Mabelle.

5 comentários:

  1. Claire obrigado por comentar em meu blog! Adorei conhecer seu espaço na web! =)

    Seja sempre bem vinda ao NWB! ^^

    Feliz Natal! =)

    http://neowellblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá minha Querida
    E eu vim ,aqui,sem pressa,para ler,
    esta história,que é uma bela lição!
    De que vale a ambição!

    Beijinhos Claire

    ResponderExcluir
  3. Linda....
    Passando pra te falr oi: Oi!! rs

    Linda.. ja coloquei os selinhos que vc me presenteou e deixei um pra vc. Passa lá.

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  4. .

    Olá, Claire!

    Agradeço suas palavras. Seu blog que é puro encanto.

    Volto depois com mais tempo para te ler.

    Beijos e uma linda semana pra ti.


    .
    .

    ResponderExcluir
  5. Obrigada,pessoal.Adoro esse cantinho,adoro escrever,pra pessoas tão especiais como voc's,que me leem,entendem e compreendem.Muito obrigada,pelo carinho.*-*

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.