"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Odeio odiar :@

Odeio,odeio amá-lo tanto assim.
Odeio não conseguir não mas amá-lo.
Odeio o quanto ele me fere e não sabe ou talvez não ligue.
Odeio porque ele não responde meus e-mails.
Odeio saber que ele tem alguém ao seu lado
e esse alguém não sou eu.
O odeio,porque ele não vem me buscar e me levar em seus braços,como eu sonhei um dia.
Odeio parecer uma menina de 15 anos esperando a merda de um príncipe que só existe em contos de fadas,que me iludiram a minha vida toda.
Odeio ter me deixado iludir,odeio sentir saudades dele.
Odeio o modo como tudo e´complicado ou como complicamos tudo.
Odeio ter que ser adulta,madura,mulher...alguém perguntou se eu queria crescer?!Que bosta,eu estava mto bem quando criança,brincando subindo em arvores,explodindo titica de cachorro.Se a Terra do Nunca existesse eu iria fugir pra lá.
Odeio não ter pó de pirlimpimpim.
De que me importa o amor se eu não posso ter um,se eu não posso ser feliz?!





Que se foda o amor e tudo que vem com ele,que se dane príncipes,e todo o mundo encantado de uma infância toda.
Odeio sentir essa raiva toda,mas enquanto escrevo ela passa aos poucos e ao terminar isto aqui,já não odiarei mas nadaa.
Odeio ser uma tola e acreditar em tudo e em todos e odeio me entregar por completo a um amor que nunca poderei ter,grrr..que ódio idiotaaa,que burra que eu souu,odeio a mim mesmaa!!
Mas tanto ódio assim,é amorr demais.É tanto amor que nem sei explicar.Queria esquecê-lo,mas não consigo,tenho medo de perdê-lo,mesmo não o tendo.
Ele é minha droga,confesso que me viciei na bosta desse amor,mas enrolado que um carretel sem fim.
Se ele me ama porque não vem me buscar?encarar tudo e todos?
Juro que tento entender mas não consigo,ou não quero.
                                Que ódioo!!!







I'm addicted, it's a crisis

My friends think I've gone crazy
My judgments getting kind of hazy
My esteem is gonna be affected
If I keep it up like a lovesick cracker

What you got boy it's hard to find
I think about it all the time
I'm all strung out, my heart is fried
I just can't get you off my mind

Because your love, your love, your love is my drug(8'


                                                                  Claire Mabelle.


6 comentários:

  1. É isso mesmo....odiar AMANDO...porque é ténue a linha entre os 2 sentimentos...

    Eu fugi, desapareci, viajei até para o outro lado do oceano, mas mesmo não sendo a escolhida...ele foi "atrás" de mim...mas continuo a achar que ele não merece quem eu sou...e assim se vive...um dia de cada vez!!!

    Força!!!

    ResponderExcluir
  2. É fora do vulgar a forma como escreves....lindo

    "Odeio odiar"!,não ames desse jeito!mas sim....
    Ama o amar

    Obg.pelas tuas lindas palavras no meu cantinho
    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Claire...

    Por vezes basta um gesto, uma palavra, um olhar, um sorriso... e tudo acontece!!!
    E pode estar tudo tão próximo de ti... talvez andes um pouco distraída querida!...

    Beijosss
    AL

    ResponderExcluir
  4. Obrigada gnt pela força,adora cada um de voc's.
    Um dia de cada vez,vou aprendendo a amar e vou procurar fikr mais atenta!
    beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Olha... se por acaso encontrares os pózinhos de perlimpimpim, por favor, avisa-me...! vou para a terra do nunca contigo num piscar de olhos ;)

    ResponderExcluir
  6. uahsushausa
    podes deixar,lhe aviso!!
    beijos!

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.