"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


domingo, 11 de setembro de 2011

Como um filme de Almodóvar'

Por mais que eu corra,por mais que eu tente me afastar,eu sempre acabo ali,naquele mesmo lugar.Naquele mesmo fim de tarde à beira mar.Fico ali,estática a te esperar.Sei que você não virá.Sei que o nosso tempo passou,na verdade nem sei se aconteceu.Pareço uma louca.Uma boba,porque lá no fundo bem nos fundos,depois daquele beco de nome ''Esperança'',sinto que já nos fomos.Nos perdemos entre a rua dos ''sonhos'' com a ''não era pra ser''.E apesar de tudo que enfrentei,de todos os abismos em que me joguei,de todos os congestionamentos sentimentais pelos quais passei,apesar de tudo isso,foi bom pensar que um dia,andaríamos de mãos dadas pela praia,causando inveja em outros casais.Foi bom pensar que um dia,estaríamos juntos.
O tempo passou e,nós nunca saímos do lugar e,eu vivo aqui,sentada naquele mesmo lugar em que nos conhecemos,sim,naquela mesma direção olhando o horizonte,fazendo dos grãos de areia,ampulheta,pra dominar o tempo,continuo ali parada,porque você sabe onde estarei.
Continuo,porque mesmo já tendo passado do beco da esperança,ainda me resta um fio dela.Parei naquela tarde esses anos todos,só para não nos desencontrarmos o que não adiantou.Parece que fomos feitos para nunca nos encontrarmos e se,é para ser assim,então,que seja,porque até o amor cansa.
Hoje,me levantei daquele meu lugar.Andei em direção ao mar,devolvendo à praia,todos os grãos de areia que guardei durante todo esse tempo.Deixei que as ondas me levassem,usei todas as lembranças e expectativas frustradas como ancora e aos poucos,me vi submergir junto a elas.Aos poucos fui perdendo o fôlego e vi toda a lembrança nossa,passar como um filme de Almodóvar.(Bem dramático).
Não pense,que suicidei o nosso amor,mas nossa estória,aliás,nem sei se pode matar algo,que nem existiu.A única estória que existiu,foram as das minhas lágrimas escorrendo em meu rosto e eu tendo que sentir o gosto salgado do amor,porque como dizia minha amada Amy:''O amor,é um jogo onde se perde''.Deixei-me ir,por fadiga.Insolação,talvez.
Cansei de querer viver um conto de fadas.Um romance bobo de novela mexicana,onde a mocinha só faz chorar.Cansei de fazer o papel da garota romântica,desajeitada e sem graça.Sei que sou assim.Eu sei!Mas preciso me reescrever,preciso interpretar outra personagem.Quem sabe,eu fique bem no papel daquela mulher que,só pensa em trabalho e não tem vida amorosa,nem social,assim,posso continuar sendo sem graça e desengonçada.


Bom...cheguei ao fundo,já sem fôlego algum.Agora,fecho os olhos,solto uma última bolha de ar e me despeço de nós.Me despeço,do sonho que me alimentou durante todo esse tempo.
Termino sendo,o que sou.Um corpo cheio de medo,esperas e memórias jogadas ao fundo do mar,onde todo o resto termina esquecido,à  espera da decomposição.

Ps:Haverá sempre uma última bolha de ar.
Amo-te.

|Claire|


                                       ''A lei da vida,é quem dita o fim do jogo.''
                                                                    Chorão.


Existem quatro coisas na vida que não se recuperam:

- a pedra, depois de atirada;
- a palavra depois de proferida;
- a ocasião, depois de perdida e 
- o tempo, depois de passado."
      Almodóvar.

|Obs:Desculpem a ausência.|

16 comentários:

  1. Adorei !
    Tenha um ótimo começo de semana para ti, (:
    Beijos $:

    ResponderExcluir
  2. A postagem mais linda que já li na vida,
    alem de parecer q vc esta contando a minhas historia nesse exato momento, pq continuo para esperando alguém que não me ama nunca chegar...

    ResponderExcluir
  3. Ooi, Claire!
    Lindo demais seu texto. Já senti algo parecido por um certo alguem e hoje nem sei se ainda resta aquele "fio de esperança que acho que nunca vai acontecer". hauhauahua
    Enfim,me estressei e segui a vida, toquei em frente e acho que é o que devemos fazer. Aquele alguem, de um jeito ou de outro sempre vai estar conosco, na nossa memória, nos nossos pensamentos, nas nossas lembranças, mas nao podemos parar a vida por causa disso.
    As vezes acho que fiquei racional demais, mas fazer o que, não é mesmo? Devagar tudo se ajeita!
    Lindo texto, como sempre!
    Beijokas,
    Kell :)
    http://jornalkell.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Cansaço é convite pra descanso; e descanso é espera quietinha pelo amanhã que inevitavelmente nos convida a responder à Vida; as contas e dores, céus e amores que guardamos dentro da gente, somando algumas, dividindo outras, multiplicando ali, perdendo acolá.

    ResponderExcluir
  5. O amor finda mas sempre deixa marca; inevitável!
    E Amy também já foi trilha sonora de váaarios momentos meus.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. To participando de um concurso e bem, queria muito que vc me ajudasse e bom passase aqui:
    http://theattitudeincluded.blogspot.com/ e votasse no blog "Dreamer", lá em cima também coloca outros blogs que tem a enquete: Menina má, Cherry Bomb, se puder passar nesses também e votar, eu ficarei muito feliz.
    Já agradecendo!
    Deus abençoe

    ResponderExcluir
  7. ATENÇÃO!
    Queridos seguidores, por causa de alguns motivos pessoais (...) Não vou mais ter tempo de utilizar meu blog, e sinceridade, paciência. Então, autorizei a minha irmã (Laís A.) que também tem um blog, a adaptar todos os meus textos e colocar no blog dela.
    Agradeço o carinho e atenção de todos, beijos.

    O blog da minha irmã é: Além da Imaginação. - sigam! http://laisanjos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Amanda querida, como tu estás?
    Quero saber da Amanda hoje.
    A Claire escreveu lindamente, só não sei o quanto de Amanda tem nela.
    Lindíssimo teu texto. E parece incrível como ele se encaixa exatamente no que eu estou vivendo agora.
    Espero que estejas bem. Mande notícias, não te achei mais pelo msn. Quase não tenho entrado tb, meu tempo agora tá mais corrido.
    A vida deu uma virada de 360º por aqui e ainda estou me adaptando.
    Meu lema nos últimos tempos tem sido Caio sussurrando no meu ouvido "Relaxa baby, e fui. Barquinho na correnteza, Deus dará"

    Beijo grande querida que gosto tanto!

    ResponderExcluir
  9. "Ps:Haverá sempre uma última bolha de ar." - Negamos, negamos, mas a esperança está sempre presente em nós, não tem jeito.

    É ruim se sacrificar por outras pessoas, e esquecermos de nós. Mesmo que valha a pena lutar por alguém, não devemos nos anular para fazer alguém feliz. Eu também sonhava com conto de fadas, e ainda sonho. Mas eu vejo um mundo de um jeito tão diferente das outras pessoas, que não sei se conseguirei me adaptar, e perceber a realidade. Acho que eu prefiro me isolar e continuar sonhando do que encarar situações e pessoas nas quais eu não acredito. Não sei, eu tô me endurecendo cada vez mais, perdendo a fé e o amor nas coisas, mas acho que de algum modo vou ser "recompensada". Acho que meu conto de fadas já tá escrito, e pra chegar nele terei que passar por obstáculos, justamente para dar valor quando ele acontecer. É isso! :)

    **

    Cadê você? Sumiu... Mimimi =(
    Tô com saudade de te perturbar...hehe

    Beijo!
    Qualquer coisa, é nóis!
    *---*

    ResponderExcluir
  10. oi flor, já disse que seu blog é lindo né... adorooooo!!!
    hoje estou lançando mais um blog...
    http://aminhapazvosdou.blogspot.com/
    esse é pra nos ajudar a ter mais fé e esperanças, dá uma passadinha por lá para conferir...
    bjos,

    ResponderExcluir
  11. Boa noite!

    Vim aqui hoje pra dizer que meu blog mudou. Tive que fazer uma outra conta porque a minha antiga deu problemas com invasão de vírus. Aconteceu comigo e vários outros blogs.

    Entao venho te convidar a seguir meu novo cantinho, o www.queiratocaroceu.blogspot.com

    Estarei colocando posts do outro e mais novos também. Fiz também uma página do meu blog no Facebook,caso vocÊ tenha Facebook, você além de seguir meu blog, pode também curtir a página na caixinha do lado direito do blog.

    Bom, é isso. Vou ficar super contente em te ver meu novo cantinho, então, não deixa de passar lá, ta?!

    Beijos e boa semana!

    Luciana Mira

    ResponderExcluir
  12. Aaaaah, minha amiga Claire, que saudades daqui!
    Me desculpa a ausência por todo esse tempo, mas ando tão ocupada com os estudos, a rotina anda um pouco corrida e chata, rs. Mas tenho a chave daqui, do seu cantinho, peguei-a e vim aqui te visitar, e a senhorita me recebe com uma lindeza dessas!

    Amor transbordando em cada palavra, em cada virgula. A gente teima em esperar e eu digo que as vezes vale a pena. É muito difícil deixar no passado, quietinho qualquer história assim, qualquer pessoa que tocou com doçura a alma da gente, mas é preciso recomeçar, descobrir novos sonhos e tirar o (re)amar do bolso(falei isso hoje no no blog, rs) para sentir a vida com tudo de bom que ela tem pra nos dar, e ela tem, Claire.
    Como é bonito me deixar tocar por palavras como as suas. Eu me vejo em seus escritos, vivendo ou não a situação que você fala, é tão bom. Me encanto sempre.

    Prometo que não sumo por tanto tempo assim novamente, prometo.

    beeeeeeijo*

    ResponderExcluir
  13. olha gostei muito do seu blog das sua frazes
    gostei de tudo aqui..tanto que eu ja estou ate te
    seguindo...vo deixa o link do meu blog vai la da uma olhadinha..e me segue se gostar ok bjsss
    http://wanessasonhoseconquistas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Querida, parabéns pelo Dia do Poeta! Beijos ;)

    ResponderExcluir
  15. As vezes eu nem tenho palavras pra dizer, o quanto são lindos os seus textos Claire. Desculpe a ausência ²

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.