"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Alguém ainda me escuta?

Não sei se alguém ainda me escuta nesse mundo.Mas é que eu estava com tanta saudade de escrever aqui,que não aguentei e cá estou.
Infelizmente,estou sem pc e fica difícil visitar cada cantinho,que sempre me confortou e me acolheu com palavras doces e amigáveis.
Hoje baixei esse aplicativo,que me possibilita postar aqui.Não é muito bom,mas ao menos desabafo e faço eco no meu vazio.

Sempre que eu estiver submergindo,em meus pensamentos e sentimentos,saibam que estarei aqui.Na verdade,sempre estive.Sempre vinha olhar meu mundo e sentir aquela saudade gostosa (acreditem ou não,me emocionei ao escrever estas palavras).

Voltarei a postar,lerei comentários e visitarei seus blogs,sempre que possivel.Senti muita falta de vocês.

Quem quiser,o meu Twitter,tá lá em cima.@RMannda
Sempre conectada!
Beijo meus amores!
[Claire]

2 comentários:

  1. Quem eh viva sempre aparece! uahauhauahau

    ResponderExcluir
  2. Hahahahahahaahahahahahahahahaha Na escuta,Maria?!hehehe
    Como vou saber que vc ñ é um robô?!
    Eu escrevi,um discurso e vc me vem com "quem é vivo sempre aparece?"hahahahaha boba! <3

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.