"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

|Cora Coralina|


sábado, 9 de abril de 2011

Tasso da Silveira'

 No dia 7 de Abril,na escola Tassio de Oliveira em Realengo,aconteceu um massacre.Onde um psicotico lunático,tirou vidas inocentes de maneira,covarde.Wellington Menezes,tirou vidas e deixou muitas outras feridas,física e emocionalmente.
Ele fez isso,por vingança,ao passado sofrido dele,naquela escola.Mas isso não o dava direito de fazer o que fez.Eram crianças,que sonhavam com um futuro melhor,que só estavam ali pra estudar e nada tinham com o que ele havia passado.Agora me pergunto:O que este louco,estava fazendo fora de uma clínica psiquiátrica?Porque estão fechando as clínicas?
Meus avós estudaram nesse colégio,eu morei ali perto.Eu chorei,como todos choraram e ficaram indignados,mas de nada vale fechar a escola.A culpa não foi a falta de segurança,ele era um ex-aluno e todo ex-aluno é recebido onde estudou.Ele disse que ia dar uma palestra.
Ontem não consegui dormir,fiquei ouvindo aquelas crianças gritando e pedindo pra não morrer.
Mas agora,ele vai ser enterrado como indigente e muito bem merecido.

Tenho rezado pelas almas das que se foram,pelas que se feriram,e pelas famílias de todos.Essa ferida não cicatriza,marcou pra sempre.
Estou aqui,pedindo pra que vocês façam o mesmo,rezem por essas crianças e suas famílias,que é o mínimo que podemos fazer diante de tanta dor.
Claire Mabelle.




Há palavras que nos beijam
Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

'Tasso de Oliveira.

6 comentários:

  1. Querida que tocante suas palavras!
    Pode ter certeza que o mundo todo,se não quase todo está em grande oração por esses fragmentos de luz que deixam a vida sem opção de escolha,e nosso pai eterno estará confortando o coração dessas famílias! ;)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. " Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel."

    Lindas palavras suas.
    Otimo domingo MaLinda.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. É.. ainda dói. Ainda choca e nos faz chorar.
    Já não vejo mais as reportagens na televisão. Dóem demais.
    Deus cuide dessas crianças inocentes. acolha as que foram para junto dele e devolva a paz para as que ficaram aqui.. e que ficarão pro resto da vida com a imagem de seus amigos mortos por um louco qualquer.
    Boa semana lindona!

    ResponderExcluir
  4. Acabei entrando aqui por acaso é suas palavras estão certas, moro em realengo e como todos aqui
    ainda não consigo entender ou aceitar o que aconteceu não conhecia essas crianças mais senti como se fossem parte também da minha vida.
    Chorei junto com os pais chorei pela tristeza delas terem partido tão cedo.
    Peço apenas paz para suas almas e consolo para esses pais.

    ResponderExcluir
  5. Com certeza Claire isso é algo lastimável e que marcará infelizmente pra sempre.
    Rezarei e pedirei a Deus proteção a essas famílias desoladas. Que Deus traga a paz a todos os corações dessas mães...

    Beejo

    ResponderExcluir
  6. Paz,é só o que a gente pede.É só que a gente quer.

    ResponderExcluir

Palavra chave:
-Verbalize,seu sentimento.
Solte o verbo.Exponha a palavra,que se tem na alma.
Volte,quando achar que deve voltar.
[Claire.]

Claire Mabelle.

Sentada em casa a tardinha,sinto o vento tocando nas folhas das árvores,ouço o canto dos pássaros,o barulho do mar,vejo borboletas felizes a voar.

Danni Carlos'

Eu moro num cenário

Do lado imaginário

Eu entro e saio sempre quando eu tô afim.